Faz escuro mas eu canto, 
porque a manhã vai chegar. 
Vem ver comigo, companheiro, a cor do mundo mudar. 
Vale a pena não dormir para esperar a cor do mundo mudar. 
Já é madrugada, vem o sol, quero alegria, 
que é para esquecer o que eu sofria. 
Quem sofre fica acordado defendendo o coração. 
Vamos juntos, multidão, 
trabalhar pela alegria, 
amanhã é um novo dia. (Thiago de Mello)

Esta é uma nota em apoio ao ator Ari Areia – alvo de perseguição nas redes virtuais e de questionamento na Ouvidoria da Universidade Federal do Ceará – por protagonizar a peça “Histórias Compartilhadas”, trabalho de conclusão do curso de Jornalismo na UFC. 


Mas é uma nota também e – sobretudo - em defesa da livre expressão e produção crítica de saberes e cultura na universidade e na sociedade em geral.


Os fundamentalismos têm buscado controlar, normatizar todas as dimensões da vida, fechando qualquer espaço para as diferenças, para a pluralidade de pensamentos, submetendo tudo a um código de valores de uma moral conservadora.


Não à toa percebemos na composição conservadora social e política de sustentação do governo golpista o apoio a medidas que buscam a aniquilação da Cultura, da Educação, da Ciência e Tecnologia, dos Direitos Humanos, tão fundamentais ao estabelecimento e fortalecimento de democracias.


Estas medidas se revelam não apenas em cortes no orçamento, mas também em extinção de órgãos, ministérios e eliminação das poucas políticas sociais conquistadas pela sociedade. Mas também em diversos projetos de lei que buscam censurar o livre pensamento de educadores e educadoras.
O cerceamento à liberdade também explícito na perseguição à diferença encontra como alvos preferenciais sujeitos subalternizados por uma lógica ainda patriarcal conservadora, como as mulheres, os negros e negras e as LGBTs.


O ataque público desferido contra a peça “Histórias Compartilhadas” e sua tentativa de censura no ambiente acadêmico representam a um só tempo um ataque à livre manifestação artístico-cultural, à produção do conhecimento crítico e às LGBTs.


Aqui não cabe sequer o discurso de “inadequação” como se tentou forjar em algum momento. A peça foi apresentada em ambiente acadêmico, portanto, a estudantes universitários e universitárias em evento com conteúdo claro e já anunciado pelo próprio título: “I Seminário: Conversas empoderadas e despudoradas sobre gênero sexualidade e subjetividades”.


A Universidade deve ser um espaço de acolhimento das diferenças e de produção livre de saberes, do fazer cultural e político, das polêmicas, do debate franco, da Crítica, da liberdade de ser e expressar.
É pela liberdade. É pela democracia. É pela Cultura e Educação. É pelas lgbts, especialmente as Pessoas Trans, que nós subscrevemos esta nota.



Em tempos de ataques a direitos e às liberdades, de golpes e retrocessos, de fundamentalismos e ignorância, também forjamos a resistência. Embora faz escuro, nós cantamos.


ENTIDADES ESTUDANTIS
 Centro de Assessoria Jurídica Universitária da UFC - CAJU
Centro Acadêmico de Ciências Sociais Batista Neto - CABN UFC
Centro Acadêmico de Filosofia Manfredo de Oliveira - CAFMO UFC 
Centro Acadêmico de História Frei Tito de Alencar - CAFTA UFC
Centro Acadêmico de Comunicação Social - CAlangos UFT
Centro Acadêmico de Comunicação Social - CACOS UESC
Centro Acadêmico de Matemática Industrial - CAMI UFC
Centro Acadêmico de Psicologia - CAPSI UFC
Diretório Acadêmico de Comunicação Social Tristão de Athayde - DATA UFC
Diretório Central de Estudantes da UECE
Executiva Nacional de Estudantes de Comunicação Social - ENECOS

ORGANIZAÇÕES e MOVIMENTOS SOCIAIS
Associação Barraca da Amizade
Centro Popular de Cultura e Ecocidadania – CENAPOP
Coletivo Crewolos
Coletivo Aqui Há Voz (BA)
Coletivo Trá de Diversidade Sexual e de Gênero (SP)
Coletivo Feminista Lilas
Coletivo Feminista Rosas de Luta
 Fábrica de Imagens - ações educativas em cidadania e gênero
Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual – ForRainbow
Levante Popular da Juventude
Laboratório de Investigação em Corpo, Comunicação e Arte - LICCA UFC
RUA_Juventude Anticapitalista
Tal Coletivo de Comunicação Social 

PROFESSORES, ARTISTAS e MILITANTES
Adelaide Gonçalves - Professora de História da UFC 
Ailton LopesProfessor, bancário, militante sindical e LGBT
Alexandre Araújo CostaProfessor de Física da UECE e cientista
Alysson Lemos - Grupo As 10 Graças de Palhaçaria
Ana Vladia Cruz - psicologa, professora da Fanor e integrante do Comitê Cearense pela Desmilitarização da Policia e da Politica
Ângela de Alencar Araripe Pinheiro - Professora de Psicologia da UFC
Angelica Ma. Pinheiro Ramos - Professora Aposentada da UECE
Andréa Bardawil - coreógrafa
Antônio Sijone Silva de Oliveira - Assistente Social
Aspásia Mariana - artista da dança e militante ciclofeminista
Bruno Rocha - Professor de Bioquímica da UFC
Cadu BezerraProfessor da UNILAB
Carla Benitez Martins - Professora do curso de Direito da UFG
Cé da Silva - Professor do Curso de Publicidade da UFC
Cícero Miranda - Professor de Letras Estrangeiras - Espanhol da UFC
Claudicélio Rodrigues - Professor de Literatura da UFC
 Cláudia Freitas de Oliveira - Professora do Curso de História da UFC
Cristiano Olinda
Daniel Macêdo - Conselheiro Nacional de Juventude
Danilo Spinola - Professor de História do IFRJ
Dayana Ferreira - Gente/Dança UFC
Elda Sales - Professora da UECE e diretora do SINDUECE
Emiliano AquinoProfessor de Filosofia da UECE
Ernesto Sales (Sal) - Conselheiro Municipal de Cultura
Estenio AzevedoProfessor de Serviço Social da UECE
Graziele Barros - Mestranda em Comunicação na UFC
Gil Rodriguês - Ator/Performer
Glairton de Paula - estudante de Letras - Inglês da UFC
Glícia Pontes - Professora e Coordenadora do Curso de Publicidade da UFC
Helena Vieira – Travesti, transfeminista e escritora
Helena Martins - Jornalista e integrante do Intervozes
Henrique Castro - Performer e artista de Dança
Herê AquinoEncenadora, Diretora, Professora e Pesquisadora de Teatro
Hugo Pierot - professor de literatura, realizador audiovisual 
Irenísia Oliveira - Professora de Literatura da UFC
Jailson Silva - Professor de História da UFC
Jandira Fontenele - Estudante de Filosofia na UECE e produtora
José Carlos de Araújo - Professor de Ciências Agrárias da UFC
João Alfredo Telles Melo - professor de Direito da FA7 e vereador de Fortaleza (PSOL)
Joyce Custódio de Freitas - atriz, cantora e professora da Licenciatura em Teatro do IFCE
Junior Freitas - Operário da Construção Civil
Junior Ratts - Escritor, Jornalista e Doutorando em Sociologia na UFC
Labelle Rainbow Ativista Trans Negra e Estudante de publicidade e propaganda da FAC
Kamilla Fernandes - Professora do curso de Jornalismo da UFC
Liana Amaral - Professora e Coordenadora do Curso de Publicidade da UFC
Luciana Monte - Pós-Graduanda em Semiótica Aplicada na UECE
Luis Sergio Santos - Professor do Curso de Jornalismo da UFC
Luanna Marley - Advogada Popular
Maria do Céu de Lima - Professora de Geografia da UFC Mário Martins Viana Júnior - Professor de História da UFC
Marcio Gondim - Professor e Coordenador do Curso de Psicologia da FANOR
Marcial Porto Fernández - Professor de Computação da UECE
Marina Xavier de Andrade - Arquiteta e Urbanista
Miguel Leocádio Araújo
Naiana Rodrigues - Professora e Vice-Coordenadora do Curso de Jornalismo da UFC
Nadia Sousa - Gestora e Produtora Cultural
Nicolau Bussons
Nirvana Aquino
Patricia Costa - Professora e tradutora
Rafael Costa –  Professor e Coordenador do Curso de Jornalismo da UFC
Raquel Dias – Professora de Pedagogia da UECE
Rebeca Veloso - Professora da Rede Pública Estadual do Ceará
Renan Gomes - bailarino
Renato Roseno - Advogado, servidor público e Deputado Estadual PSOL/Ce
Ricardo Rocha - Militante das causas LGBTs
Rodrigo Santaella - Professor do IFCE e diretor do SINDSIFCE
Robson Cruz - Professor da UNILAB
Ruth Aragão - Estilista, figurinista e professora
Silvia Belmino - Professora do Curso de Publicidade e Propaganda da UFC
Soraya Tupinamba - Engenheira de Pesca e ambientalista
Thiago Rodrigues - Produtor Cultural na UFCA
Vanda Souto - doutoranda na Unesp/Marília
Verônica Guedes – Jornalista, cineasta e diretora do For Rainbow
William Pereira Monte - Cientista social e Artista da Dança


PARTIDOS POLÍTICOS
Partido Socialismo e Liberdade - PSOL - Setorial de Cultura
Consulta Popular

11 Responses so far.

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.
  2. Quero assinar! Mas não vejo como. Meu nome é Ricardo Rocha Aguieiras, sou militante gay histórico e autônomo. Meu email é o aguieiras2007@gmail.com Não existe nada mais belo e profundamente poético que a nudez humana!!! E Arte não pode ficar sujeita `NENHUMA forma de censura. Censura que, aliás, é proibida pela Constituição!

  3. Xadai Moreira, ator, professor e pesquisador de teatro. Apoio qualquer ato contra a censura que nos rodeiam. Vivemos num estado laico, e isso está na constituição que nos permite abordar qualquer que seja o tema, pois também vivemos numa Democracia.

  4. Nós do Café Teatro das Marias, Cia. Vatá e ABCVATA - Associação de Brincantes da Cia. Vatá, somos solidários a causa, o nosso estado deve ser LAICO assim está na Constituição, é nosso livre arbítrio também de direito está guardado nas linhas da Constituição também.
    Chega de hipocrisia, "eles" que estão no governo e fogem à Constituição devem sair dali.

  5. laura.... says:

    Pela Democracia e a Diversidade Sexual!

  6. Nando says:

    Gostaria de assinar em apoio também.
    Fernando Leão - Arte/educador, mestrando em Humanidades (UNILAB).

  7. L. says:

    Lara Ferreira Freire - cabeleireira
    assino em apoio

  8. Jota Junior Santos- ator e produtor cultural

  9. Jota Junior Santos- ator e produtor cultural

  10. Jota Junior Santos- ator e produtor cultural

Leave a Reply